2010-03-04

como ?


Não sei o quê desgosta
A minha alma doente.
Uma dor suposta
Dói-me realmente.

Como um barco absorto
Em se naufragar
À vista do porto
E num calmo mar,

Por meu ser me afundo,
Pra longe da vista
Durmo o incerto mundo.

Fernando Pessoa



Como estou ? Não sei .

2 comentários:

CaatiaHenriques disse...

Amoooooooor, nao estejas assim meu bichinho :x

AMOOOOOOOO-TE E AMO-TE «3

Catarina A. Araújo disse...

Fernando Pessoa é o rei simplesmente!
boa escolha*